Muito já carreguei a casa nas costas durante minhas viagens. Sempre me ocorria que precisaria de muitas coisas e acabava usando apenas 1/3 do que levava comigo. Na expectativa de carregar menos peso possível e ainda assim atender minhas necessidades pessoais, experimentei organizar minha mala de inúmeras formas. Mas, precisei fazer muita mala de viagem que não deu certo até conseguir organizar um roteiro que tivesse resultado positivo.

Nesse post, divido com vocês um roteiro que tem dado certo pra mim e pra algumas pessoas com quem o compartilhei. A ideia é que com essas dicas você possa organizar uma mala de viagem mais enxuta, mas que atenda tuas necessidades. Trabalhei em cima de dicas bem genéricas. Então, fique a vontade para adaptar a mala de acordo com tuas demandas pessoais ou contratar os serviços dessa consultora que vos fala pra que tua mala fique super ok dentro do teu plano de viagem.

BAGAGEM DE MÃO

É a bagagem que fica com você durante o percurso da viagem. Nela você transporta:

  1. Mesmo em clima de verão, devido ao ar-condicionado, leve agasalho para se aquecer na viagem. Pode ser malha, cashmere ou pashmina (você escolhe de acordo com seu gosto/necessidade pessoal). Este agasalho pode ser aproveitado ao longo da viagem em ambientes climatizados com ar-condicionado, ou caso haja queda de temperatura ao longo da viagem e/ou durante a noite.
  2. Máscara para dormir e almofada para pescoço (que pode ser inflável, ocupando pouco espaço quando não estiver em uso). Em caso de viagens longas, use meias de compressão para ativar a circulação. Conforto  importa para que você faça uma boa viagem e não chegue ao seu destino fisicamente esgotad@.
  3. Kindle, Lev, IPad ou Tablet para leitura; Câmera fotográfica, celular, fone de ouvido e carregador (para celular e demais eletrônicos).
  4. Óculos solar, e afins.
  5. Kit básico de higiene: escova dental, fio dental, creme dental.
  6. Kit básico de maquiagem: fica por conta das necessidades específicas de cada um.
  7. Kit básico de saúde: Filtro solar, independente da estação do ano! O restante, fica por conta das necessidades específicas de cada um. (Importante: é necessário consultar a Infraero, pois alguns vôos exigem receita médica para transportar medicamentos.)
  8. Kit básico para viagem de avião: Creme para rostopara mãos e colírio para os olhos (pois viagem de avião desidrata e resseca). OBS: Beba bastante água, para reidratar. Evite consumir bebidas alcoólicas no vôo pois desidrata ainda mais.
  9. Plano de viagem, diário de viagem, mapas turísticos, dicionário de língua estrangeira correspondente ao seu destino, e afins.
  10. Documentos, passaporte.

 

MALA DE VIAGEM

É a bagagem que você despacha no aeroporto, que você  despacha no bagageiro do ônibus rodoviário ou no porta-malas do carro. É onde de fato encontra-se teu guarda-roupa itinerante.

  1. Planejamento: reserve tempo para organizar sua mala de viagem. A mala importa sim! E importa muito! Ela será seu guarda-roupa durante o período de viagem.
  2. Cheque a temperatura do local para onde você vai viajar através de pesquisa em sites de clima/tempo que você encontra no Google. Eu indico o site CLIMATEMPO. Também é válido lançar a hashtag com o nome do seu destino de viagem na pesquisa do Instagram (exemplo: #london#fortaleza) e observar o que as pessoas estão vestindo por lá de acordo com o clima da estação vigente local.
  3. Faça uma lista dos lugares que visitará, dos eventos que comparecerá, dos compromissos que terá etc.
  4. A minha dica mais valiosa é:  organize sua mala de viagem a partir dos calçados, que devem ser pensados e escolhidos de acordo com as ocasiões e compromissos da viagem. Faz diferença se você vai turistar muito a pé, se você vai a um casamento, se você está viajando a trabalho, se você vai ter programação noturna etc. O calçado faz toda diferença para cada uma dessas situações. E, a partir da escolha dos calçados você fará a escolha das peças de roupa e pensará em composições de looks para montar seu guarda-roupa itinerante.
  5. Sempre leve um chinelo! Você vai usar no quarto onde estiver hospedad@ e, dependendo da ocasião, também pode usar para sair.
  6. Não vale a pena arriscar na escolha de roupas e calçados que você nunca usa no cotidiano mas acha que usará na viagem. Se você não usa no dia a dia, por que usaria na viagem? Se você não costuma usar é porque algo te impede e a viagem não é o momento adequado para você trabalhar em cima disso. Vale a pena investir nos vestíveis que já dão certo para você e que te dão segurança com relação a tua imagem pessoal.
  7. Pense em peças de roupa que formem uma cartela de cores que harmonizam entre si. Pense nos acessórios, calçados e bolsas como ítens que também vão adicionar cor a essa cartela.
  8. Dê preferência para peças cujos tecidos não amassem. Todavia, existe a alternativa de colocar a roupa pendurada no cabide dentro do banheiro para que o vapor da água do banho possibilite desamassar (efeito steamer).
  9. Peças únicas, como macacão e vestido, são convenientes se você conseguir versatilizar a mesma peça dando diferentes usos à ela. Exemplo: que a mesma peça possibilite que você componha desde um look mais informal com tênis até um look mais formal com sapato social, se for o caso.
  10. Roupas térmicas podem ser uma ótima alternativa. Há uma diversidade de modelos vendidas no mercado que podem ser usadas no frio ou no calor. No frio as peças térmicas possibilitam reduzir a quantidade de camadas de roupa. Gente, o conforto que é não precisar estar/sair vestido com mais de 3 camadas de roupa! Afinal, quanto mais camadas de roupa, menos mobilidade. Nos destinos com frio intenso é comum que os ambientes internos sejam climatizados e, se você  não estiver usando roupa térmica, vai precisar se desfazer de muitas camadas de roupa quando entrar nesses ambientes. Pense, o que fazer com todas essas peças que você tirou?
  11. Acessórios ocupam menos espaço que roupas e possibilitam jeitos diferentes de usar e variações nos looks.
  12. Lenço ou pashmina: servem para proteger do vento ou do sol, aquecer no frio e podem ser usados como acessório “decorando” o look.
  13. Touca, chapéu ou boné: vão aquecer você no frio ou proteger no calor.
  14. Leve uma capa de chuva dobrável e compacta para carregar com você onde for.
  15. Se a(s) bolsa(s) e calçado(s) que você vai levar dentro da mala forem estruturados, você pode acomodar coisas dentro dos mesmos para ganhar espaço na mala.

 

 MALA – DESTINOS QUENTES 

  • Cuecas, calcinhas, sutiãs : Para viagens de fim de semana, recomendo 3 peças – Para viagens mais longas, recomendo 5 peças. Lave e use novamente ao longo da viagem!
  • Pijama : Para viagens de até 7 dias, 1 conjunto de pijama. Para viagens mais longas, recomendo 2 conjuntos de pijama.
  • Sugestão genérica de cartela de cores : Escolha 1/4 de peças coloridas e/ou estampadas e 3/4 de peças em tons neutros (preto, branco, cinza, jeans, marinho, caramelo, bege, nude).
  • Peças superiores (blusas, camisetas, camisas) : Calcule o número de dias de viagem e divida por 2. Exemplo: 12 dias de viagem ÷ por 2 = 6 peças superiores – Para viagens com menos de uma semana (independente do número de dias): leve 2 peças superiores.
  • Peças inferiores (macacão, vestido, saia, calça, bermuda, short) : Calcule 1 peça para cada 4 dias de viagem. Exemplo: 12 dias de viagem = 3 peças inferiores – Para viagens com menos de uma semana (independente do número de dias): leve 2 peças inferiores.
  • Boné ou chapéu : 1 peça.
  • Kit verão : 2 conjuntos de roupa de banho (biquíni, maiô, sunga, calção de banho) e saída d’água.
  • Acessórios : Para viagens de fim de semana, recomento 1 conjunto composto de par de brincos, colar, anel, lenço – Para viagens mais longas, recomendo 3 conjuntos (cada um composto de par de brincos, colar, anel, lenço) que possibilitem, mesclando entre si, novas composições para diferentes ocasiões. Invista nos diferentes jeitos de usar o mesmo acessório e no uso de uma mesma peça em looks variados.
  • Calçados : A escolha depende do seu plano de viagem (locais que visitará, dos eventos que comparecerá, dos compromissos que terá etc.). Mas, recomendo 1 tênis confortável, 1 chinelo (você vai usar no quarto onde estiver hospedad@ e, dependendo da ocasição, também pode usar em outras situações) + 1 calçado versátil (da sua preferência) que possa ser usado desde a composição de um look despojado até um look mais arrumado.
  • Bolsas/Portáveis : Para viagens de fim de semana, recomento 1 peça (tamanho de sua preferência) – Para viagens mais longas, recomendo 2 peças : 1 grande e 1 pequena.
  • Capa de chuva dobrável e compacta (para carregar com você onde for) : 1 peça.
  • Exercite compor 4 looks pra cada peça inferior (já pensando no calçado e no acessório), variando o uso das peças superiores. Isso possibilita testar se o guarda-roupa que você montou é versátil e atende tuas necessidades.

 

MALA – DESTINOS FRIOS

  • Cuecas, calcinhas, sutiãs : Para viagens de fim de semana, recomendo 3 peças – Para viagens mais longas, recomendo 5 peças. Lave e use novamente ao longo da viagem!
  • Meia-calça : Para viagens de fim de semana: 1 peça – Para viagens mais longas : 3 peças. Lave e use novamente ao longo da viagem!
  • Pijama : Para viagens de até 10 dias, 1 conjunto de pijama. Para viagens mais longas, recomendo 2 conjuntos de pijama.
  • Sugestão genérica de cartela de cores : Escolha 1/4 de peças coloridas e/ou estampadas e 3/4 de peças em tons neutros (preto, branco, cinza, jeans, marinho, caramelo, bege, nude).
  • Peças superiores (blusas, camisetas, camisas) : Calcule o número de dias de viagem e divida por 3. Exemplo: 12 dias de viagem ÷ por 3 = 4 peças superiores – Para viagens com menos de uma semana (independente do número de dias): leve 2 peças superiores.
  • Peças inferiores (macacão, vestido, saia, calça) : Calcule 1 peça para cada 4 dias de viagem. Exemplo: 12 dias de viagem = 3 peças inferiores – Para viagens com menos de uma semana (independente do número de dias): leve 2 peças inferiores.
  • Casaco leve ou tricô : Calcule 1 peça para cada 4 dias de viagem. Exemplo: 12 dias de viagem = 3 peças – Para viagens com menos de uma semana: leve 2 peças.
  • Casaco “pesado” : Recomendo 1 peça. No máximo 2 peças quando for o caso de viagens mais longas. Couro, lã batida, doudounes (aqueles casacos fofinhos) aquecem, são leves e impermeáveis (então, podem molhar à vontade). Doudounes são ótimos para quem vai enfrentar a neve. Mantenha as peles e peles sintéticas  longe da água e da neve. Deixe para usá-las com clima frio, porém seco, em seu dia a dia, na sua cidade. Evite levá-las em viagens (por questões de: peso e umidade).
  • Touca ou chapéu : Recomendo 1 peça. No máximo 2 peças quando for o caso de viagens mais longas.
  • Acessórios : Para viagens de fim de semana, recomento 1 conjunto composto de par de brincos, colar, anel, lenço/pashmina – Para viagens mais longas, recomendo 3 conjuntos (cada um composto de par de brincos, colar, anel, lenço/pashmina) que possibilitem, mesclando entre si, novas composições para diferentes ocasiões. Invista nos diferentes jeitos de usar o mesmo acessório e no uso de uma mesma peça em looks variados.
  • Calçados : A escolha depende do seu plano de viagem (locais que visitará, dos eventos que comparecerá, dos compromissos que terá etc). Mas, recomendo 1 tênis ou bota confortável, 1 chinelo (você vai usar no quarto onde estiver hospedad@) + 1 calçado versátil (da sua preferência) que possa ser usado desde a composição de um look despojado até um look mais arrumado.
  • Bolsas/Portáveis : Para viagens de fim de semana, recomento 1 peça (tamanho de sua preferência) – Para viagens mais longas, recomendo 2 peças : 1 grande e 1 pequena.
  • Exercite compor 4 looks pra cada peça inferior (já pensando no calçado e no acessório), variando o uso das peças superiores. Isso possibilita testar se o guarda-roupa que você montou é versátil e atende tuas necessidades.

 

Técnica : Vapor do Banho

HIGIENIZANDO SUAS ROUPAS

  1. Eu, particularmente, tenho mantido a postura de lavar apenas quando a peça está realmente suja, nada de usar 1 vez e já lavar se não houver real necessidade. Existem pessoas que não se importam de repetir mais de 1 vez a mesma peças sem lavar. Porém, também existem pessoas que gostam de lavar após um único uso. Nesse último caso, dependendo da peça em questão, dá pra dar só uma esfregadinha na cava do braço ou no fundilho entre as pernas.
  2. Outra alternativa é colocar a roupa pendurada no cabide dentro do banheiro para que o vapor da água do banho possibilite que a peça seja higienizada (efeito steamer).

Dica: O secador de cabelo pode ajudar a eliminar as rugas das roupas. O truque está em umedecer um pouco as áreas da roupa que tenham dobras ou estejam amassadas e após isso pendurar e secar a região usando o secador de cabelo. Lembre-se de manter certa distância para não danificar o tecido da peça.


Veja o post DESAFIO #1lookporumasemana.


   Boa viagem!

Imagens Pixabay e Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *